Início Artigos SOMOS TODOS RAMBO! O Brasileiro e a piração em ter uma arma...

SOMOS TODOS RAMBO! O Brasileiro e a piração em ter uma arma de fogo!

Fico me perguntando se ainda é sério que a maioria das pessoas realmente  acha que a possibilidade de ter uma arma vai impedir que sejam roubados?

Bandido vai simplesmente atirar primeiro e perguntar depois.
Sabe o que vai realmente acontecer? Quem você acha que vai comprar arma? Gente rica. E deixa eu te contar uma coisa caso você ande com a cabeça enfiada num buraco há algum tempo: gente rica não vai presa no Brasil.

Pode roubar, estuprar, matar, que nada acontece.

Ou seja, sabe aquele boyzinho que mexe com as meninas na rua e fica putinho quando alguém fecha ele no trânsito? Ou aquele tiozão, do alto do seu carrão e suas pulseiras de ouro e que não admite ser contestado em nenhuma discussão? Ou o bombado hedonista que não aceita um esbarrão sem querem na balada que já começa a rosnar? Ou mesmo o magrelinho inseguro que acha que todos estão de olho em sua mulher, por mais feia que ela seja?

Eles agora poderão ter uma arma. Incluindo quem já respondeu por processos crimes ou possui histórico de violência ou coisas do tipo

Ao invés de ficar mais “seguro” (o que é um pensamento estúpido em tantos níveis que eu nem vou perder meu tempo elaborando aqui), você vai ter que se preocupar com bandidos E com o bando de gente completamente desumana que habita cada canto de sua cidade ou pais e comete sandices como linchar até a morte uma mulher que foi “acusada de bruxaria”(sim, essa é a época que vivemos no Brasil) ou então jogar o carro em cima de ciclistas que estão usando a ciclofaixa.

É importante lembrar que não há no mundo uma fábrica de armas para bandidos. Todas as armas que estão e que estarão nas mãos deles foram, um dia, vendidas legalmente. Reduzir a circulação de armas é uma das medidas mais efetivas para a diminuição das taxas de homicídio assim como equipar nossas policias também é fundamental para o combate, afinal são eles que são treinados e não nós.

Os defensores do direito de se armar dizem que, se os brasileiros pudessem se defender, menos pessoas teriam sido mortas em uma década. Argumentam ainda que bandidos garantem arsenais mediante contrabando — a culpa não seria da venda em lojas, mas da fiscalização falha nas fronteiras.

Em média, 297 pessoas são atingidas por disparos de armas de fogo por dia nos EUA, segundo dados da Campanha Brady contra a Violência das Armas. Dessas, 89 morrem por dia. Para finalizar duma reportagem do Fantástico consegue resumir exatamente como é essa febre para os gringos e tenta explicar o quão danoso são armas inseridas em qualquer contexto social.

 

 

COMPARTILHE