Início Zona Oeste Mercado de locação de imóveis em Fernandópolis engasga nos altos preços da...

Mercado de locação de imóveis em Fernandópolis engasga nos altos preços da região central

Mesmo em meio a tão citada crise, o mercado imobiliário se aquece e a tendência é que as boas perspectivas no setor continuem nos próximos meses. De acordo com o algumas imobiliárias consultadas, os imóveis em vários pontos da cidade tem boa procura nesta época, porém, os localizados no Parque Universitário estão sendo mais ‘requisitados’ devido a localização próxima a uma instituição universitária.

A busca por imóveis tem sido muito boa e em maior parte tem sido por universitários que chegam à cidade para estudar, mas também há pessoas que vem para trabalhar. A região próxima das faculdades é a mais requisitada, mas outros pontos como em bairros e  o centro tÊm obtido boa procura,mas os preços altos dos alugueis acabam afastando investidores inquilinos.

-- continua depois da publicidade --

Embora o aluguel esteja também em baixa devido aos altos preços, diversas residencias, principalmente na região central de Fernandópolis também, ostentam placas de VENDE-SE. O congelamento dos preços doas alugueis também foi necessário para o aumento da procura e abusca por negociações diretas entre locatários, sem intermediários também aumentou. Mesmo assim quem tem casa no Centro ou abaixa o preço do aluguel ou amarga de portões fechados.

A REGIÃO CENTRAL

Tanto lojas antigas, em pontos tradicionais do Centro, quanto lojas novas amargam longa espera pela locação. Para especialistas do mercado imobiliário e lojistas, os motivos são a crise econômica do país, o limite de demanda e o custo do aluguel. Com menos dinheiro no bolso, o consumidor está mais cauteloso, e os comerciantes não têm como pagar os aluguéis inflados pela alta do mercado imobiliário.

FUGA DA EXPEDICIONÁRIOS BRASILEIROS

Pelo preço salgado nos aluguéis, muitos comerciantes têm tirado seus negócios da avenida principal da cidade e levado para lugares mais distantes, onde o preço do aluguel é bem menor. Enquanto uma sala na avenida principal é alugada por R$ 900 reais, outra do mesmo tamanho, localizada na Rua São Paulo, no Coester, é alugada a R$ 450.

NADA FLEXÍVEL

Segundo reportagem do Jornal O Extra alguns prédios comerciais, situados na região central, ficam por até dois anos sem alugar, devido aos proprietários não diminuírem o valor cobrado.   Outro problema que dificulta a locação, segundo Leite, são imóveis que precisam de reforma. Neste caso, a reportagem cita que os proprietários esperam por alguém que assuma a reforma e que o valor seja abatido do aluguel. O imóvel geralmente acaba ficando um tempo parado até encontrar alguém disposto a fazer negócio.

 

COMPARTILHE