Início Zona Sul Em nota, Diretoria do FFC esclarece sobre os recentes episódios que levaram...

Em nota, Diretoria do FFC esclarece sobre os recentes episódios que levaram a derrota do time

A Diretoria do Fernandópolis Futebol Clube vem a público, através desta Nota de Esclarecimento, para se posicionar oficialmente sobre o lamentável episódio que impediu a disputa da partida válida pela 6ª Rodada do Campeonato Paulista Sub-23 de 2019, a Segunda Divisão do Futebol Profissional de São Paulo, marcada para o último sábado, dia 4 de maio, às 19h, na cidade de Tupã.

Esclarecendo que os problemas mecânicos registrados no percurso entre Fernandópolis e Tupã não atingiram somente o ônibus do Fefecê, mas também um veículo que levava 6 jogadores.

A SAÍDA

-- continua depois da publicidade --

A saída de Fernandópolis ocorreu como previsto pela Diretoria, do local programado, Estádio Claudio Rodante, o “Ninho da Águia”. Ônibus deixava a cidade às 13h.

PRIMEIRO IMPREVISTO: PNEU ESTOURADO

Após mais de uma hora de viagem, por volta de 14h20, nas proximidades de Buritama, um pneu do ônibus estourou. A troca do pneu foi realizada dentro de aproximadamente uma hora.

SEGUNDO IMPREVISTO: DEFEITO NO RODOAR

No entanto, surgiram problemas mecânicos no sistema de ar do veículo, causados pelo estouro do pneu, especificamente no “rodoar” (cuja principal função é manter e controlar a pressão – calibragem – dos pneus). Estes problemas impediram que o ônibus retornasse à pista para seguir viagem. Passava das 15h30. Um mecânico, que estava no local, trabalhava para restaurar o sistema do rodoar, mas os defeitos não foram reparados como esperado. O tempo corria, e no relógio já passava das 16h30. Dois veículos, um do presidente do Fefecê, Oclécio Dutra, e outro do pai de um dos jogadores do clube, que sempre acompanha o filho nas partidas, estavam no local. Por volta das 17h, o técnico Júnior Paulista, junto de 5 jogadores, pegava o carro de Oclécio. No outro, entraram 6 jogadores. Treinador e time titular então pegavam a estrada, em dois carros, e se dirigiam a Tupã. Uma Van foi acionada para ir até o ônibus e levar os jogadores reservas e o restante da comissão técnica ao jogo.

TERCEIRO IMPREVISTO

O carro do pai do jogador do Fefecê também teve problemas mecânicos. Uma pane no radiador: sem refrigerar o motor, o carro parou. A Van, que demorou quase uma hora a mais do que o combinado para chegar até o ônibus, seguia viagem com os jogadores reservas e o restante da comissão técnica. Essa Van teve que pegar os 6 jogadores titulares que ficaram na estrada.

CHEGADA A TUPÃ

Por volta das 18h35, o técnico Júnior Paulista e os cinco jogadores que o acompanhavam no carro do presidente Oclécio Dutra chegavam ao Estádio Alonso Carvalho Braga, em Tupã. Lembrando que os dois carros que levavam o técnico e os 11 jogadores titulares saíram juntos de onde o ônibus estava parado na estrada, perto de Buritama. A expectativa de todos, evidente, era que ambos chegassem juntos ao local da partida, antes das 19h. O que não aconteceu.

 

VAN ATRASADA

A Van, que atrasou para pegar os jogadores reservas, chegou ao estádio do Tupã aproximadamente 50 minutos depois do carro que foi conduzido pelo técnico Júnior Paulista. Os jogadores que estavam na Van chegaram ao estádio no momento em que o árbitro da partida decidiu pelo W.O. e relataram que ouviram a comemoração da torcida, vibrando com a decisão da arbitragem: vencendo sem jogar.

MOMENTO DIFÍCIL

Não se furtando a assumir toda a responsabilidade pelo W.O., a Diretoria do Fefecê lamenta profundamente o ocorrido, aceitando todas as críticas, desde que construtivas e éticas, sem menosprezar o trabalho que vem sendo realizado com seriedade e que deve ser reconhecido e respeitado, pois o Fefecê não estava na liderança sem motivo, sem merecimento, estava ganhando dentro de campo, com respaldo de uma Diretoria que, fora dele, cumpriu, cumpre e cumprirá, sempre, seu papel, que é o de garantir estrutura ao elenco de jogadores, formado por homens de brio e de muito valor, sobretudo humano. Jogadores que se dedicam diariamente nos treinamentos, exaustivos, sol a sol, e, nas partidas, vêm honrando o manto da “Águia de Sangue Azul”. Diretoria que também formou a excelente comissão técnica, a qual vem desempenhando seu trabalho com total dedicação e profissionalismo. Prova disso são os resultados conquistados, apenas os primeiros passos dados até aqui: 3 vitórias e um empate. Este W.O. ocorreu de forma atípica e surpreendentemente repleta de fatos negativos e inesperados. Este resultado que aparece na tabela de classificação não irá interferir no planejamento que vem sendo executado com total dedicação e comprometimento de todos.

Tabela de classificação que contém um equívoco a ser corrigido: O VERDADEIRO LÍDER VOLTA EM UMA SEMANA, ATÉ BREVE!

Fernandópolis, 06 de maio de 2019.

Oclécio de Almeida Dutra

Presidente do Fernandópolis Futebol Clube

Ricardo Saravalli

Vice-presidente do Fernandópolis Futebol Clube

 

Assessoria de Imprensa do FFC

COMPARTILHE