Início Geral Homem foi torturado por anos pela namorada e conta o horror que...

Homem foi torturado por anos pela namorada e conta o horror que sofreu

Um britânico de apenas 22 anos sofreu grave violência doméstica e contou ao jornal The Sun que estava “a dez dias da morte” quando foi salvo pela polícia. Alex Skeel estava com a namorada há mais de 6 anos – cerca de 4 anos seguidos sofrendo abusos físicos e psicológicos – quando finalmente recebeu ajuda das autoridades.

 

A namorada, Jordan Worth, 22, foi condenada por submetê-lo a diversas práticas de tortura psicológica e física, e foi sentenciada a 7,5 anos de prisão. De acordo com os relatos policiais, ela se declarou culpada por lesão corporal grave e controle coercitivo, mas não demonstrou remorso pelos crimes.

 

Os relatos dos promotores mostram que a dominação de Jordan sobre seu namorado começou de forma muito discreta – como por exemplo dizer qual roupa ele deveria usar. Aos poucos, ela começou a administrar sua conta no Facebook e exigir que ele se afastasse dos amigos – além de ter total controle sobre seu celular.

 

Logo em seguida, Alex começou a ser agredido brutalmente por Jordan, diversas vezes, ao ponto de ser hospitalizado. Ele recebia socos e objetos pesados que ela jogava em sua direção em momentos de fúria. Até mesmo um martelo e uma faca foram usados nas agressões.

Em um dos momentos mais dramáticos, Alex conta que a namorada jogou água fervente em seu corpo quando ele estava dormindo em sono profundo.

 

Em um dos abusos psicológicos, Jordan inventou que sua mãe havia recebido uma mensagem de que seu avô tinha morrido em um acidente. Somente após observá-lo chorar por 2 horas seguidas, ela revelou que era apenas uma piada e começou a humilhá-lo por se importar tanto com a família e ser um fraco.

Em entrevista ao programa This Morning, Alex contou que a polícia já foi até sua casa diversas vezes acionada pelos vizinhos que ouviam gritos na casa, mas ele sempre se esquivava dizendo que os machucados eram ocasionados por acidentes domésticos.

 

Até que um dia, após a polícia ir tantas vezes na casa, um policial pediu que ele saísse da porta e fosse até a viatura, e disse: “Você não vai sair deste carro até falar a verdade sobre o que está acontecendo, eu sei que tem algo de errado e estes ferimentos não foram feitos por você”.

Quando percebi que éramos só eu e ele ali e que ninguém estava olhando, comecei a falar”, disse.

Ao ser levado ao hospital, Alex estava com diversas queimaduras pelo corpo, lesões no braço e ferimentos diversos. A namorada havia quebrado todos os celulares da casa para que ele não pudesse se comunicar com a família ou amigos.

Em entrevista ao The Independent, Alex comentou que tinha muito medo por não conseguir contato com ninguém e achava de fato que ela o mataria, tamanho o ódio e controle que Jordan tinha sobre ele. Alex passou por diversas cirurgias pelo corpo – tamanha a gravidade de algumas lesões.

Este é considerado o primeiro caso da Grã-Bretanha onde um homem é mantido sob intenso terror psicológico e severos abusos físicos sem estar em cativeiro. Até o momento, nenhuma análise psicológica foi feita para avaliar o motivo que levou Alex a não buscar ajuda quando os abusos começaram.

COMPARTILHE