Início Vizinhos Homem é acusado de matar cachorro a facadas por causa de galinhas

Homem é acusado de matar cachorro a facadas por causa de galinhas

Um homem que matou o próprio cachorro foi autuado em flagrante e apresentado à polícia na manhã desta terça-feira, 26. Ele asfixiou o animal com um fio de cobre, arrastou por 50 metros, deu duas pauladas na cabeça do cachorro, além de duas facadas.

A Polícia Ambiental chegou ao bairro Estância Santa Maria, onde mora o vidraceiro Izaías Fausto Bezerra, de 46 anos, após uma denúncia anônima. À polícia, ele confessou que matou o próprio cachorro na noite desta segunda-feira, 25, porque, segundo ele, o animal estava matando suas galinhas e, recentemente, teria matado um gato.

-- continua depois da publicidade --

Izaías prestou depoimento na Central de Flagrantes na manhã desta terça, quando confessou o crime. A polícia constatou, também, que ele tem passagem por um homicídio cometido no estado de Pernambuco. O vidraceiro foi indiciado por crime de maus-tratos contra animais, mas responderá em liberdade. No entanto, ele terá que pagar uma multa no valor de R$ 6 mil pelos maus-tratos, e outra de R$ 500 por ter tentado fugir da polícia, dificultando sua captura.

O crime agora será investigado pela Polícia Civil. No entanto, segundo o delegado Hélio Fernandes dos Reis, somente o fato de ter matado o animal não é suficiente para configurar crime maus-tratos.

“Qual a diferença entre matar um porco ou um cachorro? A lei não distingue se o animal é doméstico ou não”, afirmou o delegado.

Entretanto, Reis disse que, para que se chegue a uma conclusão, é preciso ser analisado todo o conjunto, ou seja, todos os atos praticados por Izaías antes da morte do animal. “Se ele pegou o cachorro, amarrou, arrastou por cinquenta metros, aí sim é maus-tratos”, explicou.

 

Fonte: Diário da Região

COMPARTILHE