Início Zona Norte Passarela sem rampa e iluminação causa polêmica

Passarela sem rampa e iluminação causa polêmica

Uma passarela sobre a Rodovia Euclides Da Cunha em Fernandópolis  tem sido alvo de reclamações. O local está em péssimas condições, não tem rampa de acesso para deficientes, nem iluminação.

A dona de casa Maria Iranilda Alves usa cadeira de rodas e não consegue chegar ate a passarela sozinha. Falta uma rampa de acesso e ela sempre precisa de ajuda. “É muito difícil, tinha que pensar mais, porque o deficiente precisa ter seus acessos também. Não preciso ficar presa em casa”, desabafa Maria.

-- continua depois da publicidade --

A falta de acessibilidade começa antes mesmo de chegar à passarela. Do outro lado da rua não há calçada e em alguns pontos, os obstáculos impedem a passagem. O pedestre se vê obrigado a passar pela rua. “É uma vergonha, isso já tinha que ser feito, beira de rodovia passa muita gente, é perigoso”, comenta a funcionária pública Laurícia Ferreira.

SEM ACESSO

Do outro lado, tem calçada, mas também sem rampa de acesso. Galhos de árvore ainda atrapalham a passagem. “Se eu tentar passar sozinha, eu capoto. Não dá para usar, andar só no meio da rua mesmo”, conta a cadeirante Maria. Mesmo com a passarela, muitos pedestres e ciclistas se arriscam e atravessam entre os carros.

Outro problema é a falta de iluminação. Algumas lâmpadas estão quebradas e a fiação dos postes está arrebentada. Por isso, algumas pessoas acostumadas a passar pelo local durante o dia, evitam fazer isso à noite. “Eu admito que passo pela rodovia, mas porque muitas vezes as luzes estão apagadas, fica escuro e aí ficamos inseguros”, comenta o estudante Cristaldo Ancelmo.

Em nota, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informou que a passarela foi construída antes da lei de acessibilidade e que estuda as adequações necessárias. Em relação à iluminação, o DER informou que vistoriar no local para avaliação.

DO G1

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here