Início Geral “As mudanças climáticas são parte da “ideologia do PT”, diz chanceler de...

“As mudanças climáticas são parte da “ideologia do PT”, diz chanceler de Bolsonaro

Em artigo no jornal Gazeta do Povo, publicado nesta segunda-feira (27), o futuro ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, tem um novo surto, ataca instituições – inclusive a ONU, onde “é impossível traduzir palavras como amor, fé e patriotismo” – e diz que o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL) lhe confiou a missão de “libertar o Itamaraty”.

Bolsonaro me confiou: “libertar o Itamaraty”, como disse em seu pronunciamento na noite da vitória. Mas você sabe em que consiste a ideologia que diz ser preciso eliminar? Você diz que é contra a ideologia, mas, quando eu digo que sou contra o marxismo em todas as suas formas, você reclama. Quando me posiciono, por exemplo, contra a ideologia de gênero, contra o materialismo, contra o cerceamento da liberdade de pensar e falar, você me chama de maluco. Mas, se isso não é o marxismo, com estes e outros de seus muitos desdobramentos, então qual é a ideologia que você quer extirpar da política externa? “A ideologia do PT”, você me dirá. E a ideologia do PT acaso não é o marxismo?”, relata o chanceler

-- continua depois da publicidade --

O chanceler ainda diz que as mudanças climáticas são parte desta “ideologia do PT, ou seja, do marxismo, que ainda estão muito presentes no Itamaraty”.

“Você é contra a ideologia? Então é preciso alguém que entenda de ideologia. Para curar uma doença, não basta dizer que a detestamos, é preciso conhecer suas causas e manifestações, suas estratégias e seus disfarces”, finaliza o chanceler de Bolsonaro

SEGUINDO O MESMO DISCURSO

Apoiador e fã declarado de Donald Trump, o chanceler brasileiro repetiu o mesmo discurso do presidente dos EUA, mesmo contrariando dados científicos mas confirmando o flerte entre os governos.

“Não acredito.” Com estas palavras o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, derruba 1.656 páginas de um relatório que detalha os devastadores efeitos da mudança climática para a economia, a saúde e o meio ambiente. Pouco ou nada importa ao mandatário que o estudo seja respaldado por 300 cientistas de 13 agências federais, e que sua preparação seja uma exigência legal.

COMPARTILHE