Início Vizinhos Vídeo e Bombeiros dão a confirmação da identidade de passageiros mortos em...

Vídeo e Bombeiros dão a confirmação da identidade de passageiros mortos em queda de avião na região

O Corpo de Bombeiros de São José do Rio Preto confirmou a morte de três pessoas entre elas o piloto de uma aeronave que caiu no começo da tarde desta segunda-feira (09), em São José do Rio Preto. Os três que são de Rio Preto, vinham da cidade de Tangará da Serra (MT) onde tinham ido abrir uma franquia de açaí.

Segundo os Bombeiros, o empresário, William Sakr, de 59 anos, (esquerdo na foto) que pilotava a aeronave tinha como passageiros o também empresário, Caiquee Caciolato, de 25 anos (centro na foto) e o médico, Alisson Lima dos Santos Versionato, de 33 anos (direito na foto). Todos morreram no momento da queda.

-- continua depois da publicidade --
-- continua depois da publicidade --
-- continua depois da publicidade --

William era dono de um hotel em Rio Preto e sócio com Caiquee de um espaço de Fest Food localizado na Avenida Philadelpho Gouvêa Neto, também na cidade. O jovem de 25 anos ainda era também dono de uma franquia de Açaí em Potirendaba.


O piloto tinha o brevê que é o documento de permissão para pilotar aviões. Segundo informações de familiares, os três teriam ido a Tangará abrir uma loja de açaí na cidade.

Valdir da Silva, de 71 anos, estava no quintal da casa onde aconteceu a queda do avião e conta que foi ele quem acionou os bombeiros. “Eu estava indo alimentar os passarinhos e foi um susto muito grande, pois eu estava no quintal quando escutei um estrondo e quando vi era o avião que tinha caído praticamente dentro da piscina. Imediatamente peguei o telefone e liguei para os bombeiros e para a polícia”, conta.

A aeronave modelo bonanza tinha capacidade para cinco pessoas e era de William. Ainda não se sabe o que teria provocado a queda, mas o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) já está para o local para vai investigar as causas do acidente.

A Defesa Civil já esteve no local e interditou dois imóveis que foram atingidos pelo avião. “Inicialmente acionamos a assistencial social e psicólogos para dar apoio às famílias das vítimas. Não houve avarias na estrutura dos imóveis, apenas na parte física e por isso interditamos preliminarmente, mas assim que retirada a aeronave as famílias poderão retornar para suas casa”, disse o diretor da Defesa Civil de Rio Preto, Carlos André Medeiros Lamim.
Um vídeo inédito compartilhado no WhatsApp mostra os três embarcando no Mato Grosso na manhã desta segunda, com destino a Rio Preto.

O EMBARQUE

Piloto de avião já havia caído em Rio Preto em 2011

O piloto William Rayes Sakr, do avião de pequeno porte que caiu na tarde desta segunda-feira, 9, em Rio Preto, já havia caído no loteamento Vista Alegre, próximo à Vila Azul, na manhã do dia 19 de janeiro de 2011.

Matéria do Diário do dia 20 de janeiro daquele ano dizia que na época, o monomotor modelo Bonanza, prefixo PP-BIL, decolou às 8h20 de um aeroporto particular na fazenda Santa Inês, com cinco ocupantes, todos da mesma família.

O destino na ocasião era Guarapari, no litoral do Espírito Santo, e o piloto – Wilian Rayes Sakr – teria dito aos Bombeiros que o avião caiu logo após a decolagem porque não conseguiu alcançar altitude suficiente. Wilian só conseguiu parar 40 metros distante da queda, ao atingir o muro de uma chácara onde não morava ninguém.

Na época, no site da Agência Nacional de Aviação (Anac) constava que a aeronave estava irregular, com documentação vencida, e, portanto, não poderia levantar voo. Segundo funcionários do aeroporto de Rio Preto “Professor Eribelto Manoel Reino”, o plano de voo na época não havia sido informado. Na ocasião o avião ficou destruído. A aeronave que caiu hoje era outra.

 

Fonte: A gazeta do Interior

COMPARTILHE