Início Zona Norte Na rejeição de contas de Ana Bim, a responsabilidade de ex-funcionários é...

Na rejeição de contas de Ana Bim, a responsabilidade de ex-funcionários é citada

Com apenas um voto contrário os vereadores de Fernandópolis decidiram manter a decisão do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo e rejeitarem as contas da ex-prefeita na Abin referentes ao ano de 2014.

Dentre os apontamentos feitos pelo Tribunal de Contas, irregularidades foram constatadas na edição de decretos de abertura de créditos, transferências, remanejamentos, transposições de recursos sem autorização do Legislativo ou seja, Ana Bim pedalou várias vezes assim como Dilma Rousseff segundo alguns vereadores.

ÚNICO VOTO CONTRA O TRIBUNAL

-- continua depois da publicidade --

Único voto contrário ao do Tribunal de Contas veio do ex-contabilista e relator da Comissão de Finanças da Câmara, o vereador João Pedro Siqueira que esteve afastado por um mês, justamente na data em que havia a necessidade de analise das contas de Ana Bim. Ele se limitou a votar contra o TC sem maiores explicações

RESPONSABILIDADE

Ainda segundo o vereador Ademir de Almeida a culpa da bagunça nas contas não deve recair somente nos ombros da ex-prefeita, o qual defendeu sua idoneidade durante sua gestão, a grande responsabilidade segundo Almeida, também vem do secretariado de Ana Bim e dos inúmeros cargos de confiança promovidos pela ex-prefeita durante sua passagem na prefeitura

AINDA NA POLITICA

Entrevista na mídia local a ex-prefeita disse que respeitar a decisão da câmara mas que irá contestar judicialmente a decisão. Ela ainda afirmou que a reprovação suas contas não interfere os seus direitos políticos deixando bem claro se deve vir novamente a se candidatar a um cargo público

COMPARTILHE