Início Zona Oeste Tribunal da Internet: Atropelamento de criança pode gerar novas tragédias em Fernandópolis

Tribunal da Internet: Atropelamento de criança pode gerar novas tragédias em Fernandópolis

Conforme a polícia de Fernandópolis prossegue com as investigações para tentar encontrar o autor do atropelamento que vitimou uma criança de 1 ano e meio no último final de semana na a comoção nas redes sociais acabou gerando mais problemas.

Circula nas principais redes sociais e grupos de WhatsApp, uma corrente que convoca moradores e internautas a tentarem identificar o motoqueiro que teria causado o acidente dando as descrições do veículo e clamando por Justiça.

A CORRENTE

-- continua depois da publicidade --

TRIBUNAIS DA INTERNET

Acontece que muita gente possui o veículo da mesma cor e que acabaram sendo apontados como os supostos autores do acidente, conforme post publicado nas redes sociais no dia de hoje

JUSTICEIROS VIRTUAIS

Não é de hoje que incidentes como esse causam revolta na população, porém a “justiça e os tribunais nas redes sociais” já fizeram vítimas pelo Brasil inteiro. Pessoas que motivadas pela revolta e gravidade dos fatos acabaram fazendo justiça com as próprias mãos, causando assim danos a pessoas inocentes.

Como um post feito no Facebook anos atrás o qual fez com que uma mulher fosse linchada por populares após ser confundido com o autor de um crime

PALAVRA DAS AUTORIDADES

Autoridades que investigam assunto pedem que a população colabore mas que não ajam no impulso de qualquer tipo de violência e contribuam apenas com informações para que fatos como esse, não causem uma tragédia dentro de outra tragédia

EM TEMPO

O responsável pelo atropelamento e consequente morte de uma criança de apenas 1 ano de idade na noite do último sábado(27), em Fernandópolis, se entregou à polícia na manhã de hoje (30).  O sujeito, de 37 anos, cuja identidade não foi revelada, compareceu à sede da DIG-Delegacia de Investigações Gerais junto com seu advogado. Ele foi liberado e responderá ao processo em liberdade.

Após a divulgação da nota, internautas ainda pediam a identidade do rapaz, reforçando ainda a possibilidade de linchamento.

COMPARTILHE