Início Zona Sul Saiba onde estão localizadas as áreas com risco de inundação em Fernandópolis

Saiba onde estão localizadas as áreas com risco de inundação em Fernandópolis

 

As áreas com risco de inundações em Fernandópolis foram mapeadas e são monitoradas pela equipe técnica da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Os locais foram sinalizados com o uso de aparelho de GPS e recebem serviços preventivos para evitar os alagamentos.

-- continua depois da publicidade --

Para a seleção destes pontos foram levadas em consideração as reclamações dos moradores apresentadas à Ouvidoria, à imprensa e também para a própria Secretaria de Meio Ambiente. O objetivo deste projeto piloto é implementar ações preventivas neste período de seca para que quando chegarem as chuvas não haja risco de alagamentos nestes pontos estudados.

OS LOCAIS

Os locais apontados no levantamento são: avenida Augusto Cavalin (em frente ao Beira Rio); cruzamento das avenidas Litério Greco e Getúlio Vargas; avenida Angelo Del Grossi (em frente ao terminal rodoviário); cruzamento da avenida Raul Gonçalves Júnior com a rua Francisco Arnaldo da Silva; avenida Getúlio Vargas (atrás do Supermercado Sakashita); avenida Brasília (próximo ao Corpo de Bombeiros); cruzamento da avenida Amadeu Bizeli com a rua Minas Gerais; cruzamento da avenida Manoel Marques Rosa com a rua Minas Gerais; e avenida Afonso Cáfaro (próximo ao Recanto do Tamburi). É importante lembrar que estes pontos podem aumentar, caso sejam apontados outros lugares com risco de inundações.

A primeira e principal ação adotada foi colocar em prática um cronograma de limpeza das galerias de toda a cidade. Este trabalho é realizado pela equipe do Almoxarifado e começou pelas áreas mais críticas, mas atenderá todo o município.

“Nosso objetivo é que esta limpeza das galerias diminua consideravelmente a quantidade de inundações na cidade. Depois de verificarmos os resultados, caso haja a necessidade de outras medidas, elas também serão adotadas”, explicou o secretário municipal de Meio Ambiente, Angelo Veiga.

 

COMPARTILHE