Início Zona Sul Sabatina sobre a Santa Casa de Fernandópolis acontece hoje. Confira as principais...

Sabatina sobre a Santa Casa de Fernandópolis acontece hoje. Confira as principais perguntas sobre a instituição

O presidente da Casa, vereador Étore Baroni, fez um convite oficial ao provedor da Santa Casa de Fernandópolis, Fernando Cordeiro Zanque, para que ele compareça à Câmara Municipal na sessão ordinária do dia 12 de setembro, com a finalidade fazer uso da Tribuna Livre.

O pedido deve ser atendido na sessão de hoje e os assuntos sobre a entidade devem ser o ponto alto das discussões entre os vereadores.As questões levantadas devem ser as seguintes:

-- continua depois da publicidade --

O porquê do atraso e quais as providências para manter o convênio com Iamspe que foi re já renovado para o próximo mês e as consequências do atraso?

As mudanças anunciadas durante a troca de gestão que diziam respeito há um novo local para o atendimento do pronto-socorro da irmandade. isso realmente acontecerá?  

A busca por transparência nas antigas contas; pedido esse reforçado pela vereadora Maiza Rio na última semana que cobra dos ex provedores toda movimentação feita do ano de 2006 em diante.

Os gargalos que acabaram deixando as dívidas da Irmandade à beira da falência foram finalmente fechados?   

Qual a nova política para o pagamento dos funcionários para que se evite novas paralisações e greves?     

A briga por mais leitos da UTI e a possibilidade de abertura de uma UTI Neonatal em Fernandópolis ainda acontecerá?    

Participação dos Municípios atendidos pela Santa Casa de Fernandópolis. A nova gestão será incisiva na cobrança por ajuda dessas cidades?  

Como ficaram os contratos com os médicos e com serviços prestados internamente. Parte desses contratos acabam por consumir grande parte dos recursos da irmandade. eles serão revistos?   

Sobre a UPA – Unidade de Pronto Atendimento -, ambas unidades conseguiram funcionar finalmente em sincronia?  

E quanto aos serviços de demanda reprimida, o hospital continuará suas parcerias com as faculdades? 

A qualidade dos profissionais que atendem na Santa Casa, tanto médicos quanto enfermeiro, os atendentes, serão realmente avaliados conforme o primeiro anuncio da nova gestão?  É o fim de reclamações e privilégios?  

A falta de médicos especialistas como neurologistas, ortopedistas conseguirá ser suprida nessa gestão ?  

O que falta para a Santa Casa de Fernandópolis entrar nos trilhos? Financeiro e humanitário?  

COMPARTILHE