Início Geral De repente o Brasil começa a falar sobre Parlamentarismo….

De repente o Brasil começa a falar sobre Parlamentarismo….

Depois dos bilhões em emendas e favores que resultaram em sua “vitória” na Câmara dos Deputados, que enterrou sua denúncia por corrupção passiva, o presidente Michel Temer sugere agora aprofundar ainda mais o golpe iniciado com o impeachment de Dilma Rousseff e propõe um sistema parlamentarista já para 2018.

Em entrevista, o peemedebista afirmou que “o governo pensa seriamente em apresentar uma proposta de revisão do sistema político eleitoral”.

Embora tenha admitido que o tempo até a eleição do ano que vem seja curto para a adoção do parlamentarismo, Temer afirmou que seria “ótimo” alterar o regime de governo já no próximo ano.

-- continua depois da publicidade --

“Mas se não vier em 2018, o tempo é curto, quem sabe prepara-se para 2022”.

No sistema parlamentarista, o governo fica sob o comando do primeiro-ministro, líder de um partido majoritário na Câmara. A figura do presidente continua existindo, mas exclusivamente para a função de chefe de Estado, de caráter mais formal e com menos poder nas decisões políticas.

A ideia do governo é articular com deputados e senadores para que o parlamentarismo seja incluído como proposta na reforma política. Se aprovado, o sistema daria ainda mais poderes aos deputados – muitos deles eleitos com dinheiro oriundo de corrupção e financiados por grandes empresas, empreiteiras e pela agropecuária, os mesmos que o salvaram do julgamento da denúncia – e limitaria os poderes de um eventual futuro presidente da República que se elegesse em 2018.

COMPARTILHE