Início + Lidas O Potencial Latente de Fernandópolis: A NOVA RODOVIÁRIA, NOVA ÁREA AZUL, O...

O Potencial Latente de Fernandópolis: A NOVA RODOVIÁRIA, NOVA ÁREA AZUL, O NOVO CEMITÉRIO, O PARQUE AMBIENTAL

O prefeito André Pessuto fez uma apresentação das potencialidades de Fernandópolis, citando: as faculdades instaladas; a localização estratégica na região, fator que possibilitou, inclusive, a instalação de redes de fast-food; a variedade de shows e eventos artísticos; a inclusão da cidade no MIT (Município de Interesse Turístico), o que vai garantir o recebimento de recursos para o investimento no setor; e a construção do Distrito Industrial VI.

Claro que muito depende de como a crise atinge o potencial de investimento de empresas, mas ha de se considerar que pela primeira vez em anos, as portas de investimento de Fernandópolis foram abertas

A NOVA RODOVIÁRIA

O primeiro projeto cuja documentação deve sair nas próximas semanas é a proposta da nova rodoviária Pessuto explicou que devido ao déficit registrado no Iprem. A ideia é vender o imóvel do Paço Municipal e transferir as locações para onde hoje funciona o Terminal Rodoviário, um espaço amplo para aglutinar as secretarias. Uma nova rodoviária mais compacta e com diversos serviços a serem explorados, desde uma praça de alimentação, mini shopping e boxes comerciais ficariam sob a concessão da iniciativa privada.

A NOVA ÁREA AZUL

-- continua depois da publicidade --

Já em vias de conclusão também a concessão da nova área azul no centro de Fernandópolis administradas aplicada pela iniciativa privada em parceria com município a fiscalização se tornaria totalmente digital, facilitando o transito é o comercio e abrindo possibilidades para novas contratações

O NOVO CEMITÉRIO

A construção do Cemitério ParK também foi apresentada por Pessuto cuja preocupação vem desde seus tempos de vereador, afinal ambos os cemitérios de Fernandópolis estão quase em sua lotação máxima.

O PARQUE Ambiental

Fernandópolis também poderá ter o primeiro Parque Ambiental da América Latina. Um espaço dedicado a Reciclagem e destino final de resíduos de todos os tipos.  Fernandópolis hoje é referência regional nas áreas que trabalham no descarte e reciclagem. Esse Parque aglutinaria todos os serviços, gerando empregos e novas oportunidades de contratos com outras cidades da região

NOVA ESCOLA CRECHE

. Pessuto destacou ainda as parcerias que têm feito com as instituições privadas, como a escola que está sendo construída na região central da cidade, com estrutura de primeiro mundo para receber as crianças fernandopolenses. “Uma escola levantada com recursos estaduais ou federais demora de seis a oito anos para ficar pronta, entre projeto e início de seu funcionamento. Conseguimos a parceria com uma empresa que está construindo a escola para alugar para a Prefeitura”, explicou.

TURISMO

Além dos projetos Pessuto também falou sobre a inclusão de Fernandópolis no MIT – Municípios de Interesse turístico e o potencial do Água Viva Thermas Clube. A classificação e a inclusão de Fernandópolis no roteiro deve acontecer na primeira quinzena de agosto.

COMPARTILHE