Início PARABÓLICA PARABÓLICA – Seu Resumo semanal de noticias de Fernandópolis e região –...

PARABÓLICA – Seu Resumo semanal de noticias de Fernandópolis e região – De 07 à 13 AGOSTO – 2017

 REPERCUTIU

A sugestão e a revelação da devolução da UPA – Unidade de Pronto Atendimento – para o Governo Federal devido aos altos custos dispendidos para a unidade e a falta de empenho financeiro para a Santa Casa. O Poder Executivo agora tenta negociar com o Governo Federal para comprar o prédio da UPA e nele realocar serviços que hoje seguem defasados e fragmentados como os núcleos de assistência à Mulher, Idosos entre outros. Para isso a negociação com governo pede-se 60 meses de carência para o pagamento dos dois milhões referentes ao valor do prédio. A coisa vai longe e as opiniões também.

MÉDICOS NA MIRA

Um inquérito civil instaurado pelo Ministério Público Federal (MPF), em Jales, identificou indícios de que, ao menos, 14 médicos têm mais de dois empregos públicos na área de saúde, o que é proibido por lei. Em um dos casos, o MPF suspeita que o servidor investigado acumula empregos públicos em oito municípios diferentes. Dentre os investigados estão médicos de Fernandópolis. Isso explicaria a maioria dos atrasos nas consultas em órgãos como as UBS e Santa Casa.

MONITORAMENTO

-- continua depois da publicidade --

Se uma coisa o LIDE ensinou para o empresariado de Fernandópolis é que as parcerias público-privadas realmente funcionam. Para quem achava que após os sucessivos fracassos para instalação de câmeras de segurança em Fernandópolis a coisa não ia para frente, eis que surgem novidades sobre o assunto. Devido ao esforço conjunto de empresários e estimulados pelas ações dos membros da Associação de Amigos do Município de Fernandópolis, a cidade pode receber em breve cerca de 16 câmeras de monitoramento em toda a extensão da cidade para coibir possíveis atos criminosos como os registrados anteriormente na área central.

PASSANDO O CHAPÉU

Já os empresários envolvidos terminam “de passar o chapéu” para completar os cerca de r$ 160 mil propostos pela empresa de monitoramento para o serviço. “Uma bagatela” segundo os envolvidos, frente aos custos anteriores que giravam em torno de R$ 600 mil apenas para a instalação.

VIZINHOS E A SANTA CASA

O juiz da Primeira Vara Cível de Fernandópolis, Fabiano Moreno, designou a convocação das Prefeituras de Fernandópolis , Macedônia, Indiaporã e São José de Iracema, além de outros municípios que compõem a microrregião, para uma audiência de conciliação para repassar verbas a um hospital e unidades de saúde. A ação civil pública foi manejada pelo Ministério Público. A ação vem desde de 2006, onde todos os municípios são atendidos por aqui mas quase nenhum deles repassa sequer um centavo a entidade, que por força da lei é obrigada a realizar os atendimentos.

EMPRESTA SUA FILHA?

Uma mulher, identificada apenas como Dhenilse Rodrigues está sendo investigada pela Polícia Civil de Fernandópolis por usar imagens de um bebê de dois meses nas redes sociais, alegando que a criança é seu filho. Porém, a mãe do bebê é uma adolescente de 16 anos, que sequer conhece Dhenilse. A mulher ainda estaria usando a criança para ameaçar um vereador de Nova Castilho, que segundo ela, seria o pai. Ela sumiu da cidade após a veiculação da matéria

MAIS TEMPO

A Prefeitura de Fernandópolis prorrogou para até o dia 31 de agosto o prazo para os contribuintes que têm dívidas com a Administração Municipal quitarem suas contas com isenção de juros e multas por meio do Refis (Programa de Recuperação Fiscal). O benefício terminaria no dia 25 de julho, mas o prefeito André Pessuto decidiu dar mais um tempo para os cidadãos que desejam colocar as contas em ordem e que ainda não tinham conseguido.

NOVO VEREADOR

O empresário Júlio Cesar Cebin, mais conhecido como Julinho Barbeiro vai assumir o cargo de vereador por um período de 30 dias. O detentor do cargo, João Pedro pediu afastamento para cumprir uma promessa de campanha, cedendo espaço ao suplente. Resta saber como será a atuação de Cebin no Palácio 22 de Maio, onde em 30 dias terá que lidar com requerimentos ou apresentar projetos concisos e que passem direto pelas comissões e pelo jurídico. Caso contrário só lhe restará as dar nomes as ruas ou homenagens.

O CASO LUIS CLAUDIO

Os pais de Luís Cláudio de Assis Oliveira, morto aos 22 anos, depois de uma briga em um bar em Fernandópolis, ingressaram com uma ação por danos morais e pensão vitalícia, contra o estabelecimento comercial., onde a briga teve inicio. O proprietário e também a Prefeitura de Fernandópolis também entraram como réus na ação réus na ação.

PENSÃO

No pedido, a família quer uma indenização de R$ 350 mil por danos morais, além de reflexos indenizatórios que contabilizam R$ 700 mil, e imputar responsabilidade aos proprietários do bar e a Prefeitura a quantia em dinheiro correspondentes a 2/3 do salário mínimo vigente até a data em que Luis Claudio completasse 65anos, cujo valor deve ser pago em parcela única, que totaliza o valor de R$ 295.676,64.

FEIRA LIVRE COBERTA

Começou nesta semana a construção da cobertura da Feira Livre do município. A cobertura vai abranger o trecho localizado na Travessa Antônio Barbiere, entre as ruas Rio de Janeiro e Espírito Santo. O investimento será de R$700.000,00, na qual o serviço irá contemplar a construção do piso e da cobertura da Feira Livre. Também haverá o investimento de R$11.000,00 de contrapartida da gestão municipal. Com iluminação e sinalização horizontal, a estrutura da Feira será de concreto armado, a cobertura de metal e aço galvanizado, além da instalação de sistemas integrados de água, energia e combate a incêndios.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMPARTILHE