Início Zona Sul No Céu ou na Terra, Bombeiros de Fernandópolis já estão preparados

No Céu ou na Terra, Bombeiros de Fernandópolis já estão preparados

O período de maior ocorrência de incêndios em vegetação fica entre os meses de junho e outubro, por conta do clima seco e os ventos frios. A prática da queimada, além de proibida por lei, é crime ambiental e prejudicial à saúde, podendo nos casos mais graves até levar à morte. Fernandópolis possui leis municipais que proíbem as queimadas.

 

-- continua depois da publicidade --

A Lei 1843/1993 (alteração 4613/2017), em seu artigo 274 diz: “os terrenos não edificados, situados na zona urbana do município, com frente para vias ou logradouros públicos dotados ou não de calçamentos, guias ou sarjetas, deverão ser, obrigatoriamente: II – mantidos limpos, capinados, vedada a prática de queimadas de sua vegetação natural”.

De acordo com a Lei municipal 3981/2012, artigo 2°: “toda pessoa física ou jurídica que, de qualquer forma, praticar queimadas de lixo, mato ou qualquer outro material orgânico ou inorgânico nos casos previstos nesta Lei, ficará sujeita às penalidades legais a ela cominadas”.

SE VOCÊ TOPAR COM UM INCÊNDIO

Portanto, para evitar transtornos, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente orienta os seguintes cuidados:

– Nunca queime o lixo, pois qualquer descuido pode ocasionar grandes incêndios;

– Mantenha seu lote limpo;

– Causar incêndios é crime ambiental, sujeito a multa e prisão;

– As multas são graduadas de acordo com a gravidade da queimada, variando de R$523,52 (mais baixa), atualizada pelo índice do Governo Federal;

– Em casode incêndio: Ligue 193. Mantenha a calma, passe o endereço da emergência com nome da rua, número e algum ponto de referência.

Para mais informações, entre em contato com a Ouvidoria Municipal: 0800-772-4550 ou Secretaria Municipal de Meio Ambiente: 3463-9014.

BOMBEIROS NO CÉU E NA TERRA

Profissionais do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e brigadistas de toda região participaram nesta quinta-feira, 20, do treinamento de combate a queimadas com uso de aeronaves. A especialização ocorreu no hangar do Aeroclube de Fernandópolis, que contou com representantes de aproximadamente 25 cidades.

O curso visa adequar e instruir os profissionais na realização do acionamento, operação conjunta e registro de atividades necessárias a utilização dessa técnica de combate a incêndios em coberturas vegetais (área rural e florestas).

“Ações como essas são de grande importância. Somente na semana passada tivemos duas chamadas de incêndio em áreas de preservação ambiental, mas graças a boa ação dos brigadistas o fogo foi rapidamente controlado. A população deve ficar atenta,   principalmente neste período de estiagem, pós um simples ato de irresponsabilidade pode causar grandes desastres ambientais”, comentou o coordenador da Defesa Civil de Fernandópolis, Edmar de Oliveira.

COMPARTILHE