Início Zona Oeste Menos de 2% dos fernandopolenses usam Transporte Coletivo Urbano

Menos de 2% dos fernandopolenses usam Transporte Coletivo Urbano

O transporte coletivo urbano de passageiros em Fernandópolis nunca empolgou ninguém a trocar o carro ou moto pelo ônibus. Atualmente atrai apenas 1.7% da população. As informações são do Jornal Cidadão. Os números do transporte coletivo de Fernandópolis, expostos no edital de concorrência que foi suspenso pelo TCE, mostram o descrédito da população.

 

-- continua depois da publicidade --
-- continua depois da publicidade --
-- continua depois da publicidade --

Levantamento feito pela prefeitura mostra que os ônibus em seis linhas  transportaram no período de 2 a 10 de maio passado 4.365 passageiros pagantes e 3.212 não pagantes, média de 1,1 mil por dia, o que representa 1,7% da população.

No mês a empresa transporta cerca de 30 mil passageiros mês, entre pagantes e não pagantes.

O público pagante no transporte coletivo representa 58% e o não pagante 42%, o que leva a prefeitura a subsidiar o transporte em R$ 42 mil por mês.

De acordo com a planilha apresentada no edital, a arrecadação com os passageiros pagantes no mês gira em torno de 18 mil.
O serviço prestado em Fernandópolis vem sendo alvo de reclamações dos usuários e teve forte repercussão na Câmara com os vereadores cobrando melhoria do transporte.

Com a expansão gradativa da cidade, os serviços de transporte público se tornaram fundamentais para a locomoção de parte da população. Mas entra gestão e sai gestão, as empresas nunca conseguem se estabelecer conforme rezam os contratos. Linhas difusas, horários mal coordenados, problemas nos pontos de embarque e desembarque, enfim, a coisa parece não funcionar. Foi assim com a Empresa Santa Rita e está sendo assim com a empresa Jauense.

COMPARTILHE