Início Zona Norte Internautas continuam repercutindo sobre a identidade do motociclista que atropelou criança em...

Internautas continuam repercutindo sobre a identidade do motociclista que atropelou criança em Fernandópolis

O motociclista que atropelou o bebê de um ano e quatro meses e fugiu se apresentou nesta terça-feira (30) à Polícia Civil em Fernandópolis. A criança foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com informações da polícia, o homem de 37 anos alegou que não prestou socorro à criança porque ficou desorientado e com medo da reação dos moradores da rua Ceará, no bairro Brasilândia, onde aconteceu o atropelamento na noite de sábado (27).

-- continua depois da publicidade --

Como não houve flagrante, o motociclista foi ouvido e vai responder em liberdade por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

A criança saía de casa com a mãe quando correu para o meio da rua. O menino foi atingido pelo motociclista, que fugiu do local do acidente sem prestar socorro.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para socorrer o menino, que foi levado para a Santa Casa de Fernandópolis, mas não resistiu aos ferimentos. A mãe do garoto não conseguiu anotar a placa da moto.

REPERCUSSÃO

Conforme a polícia de Fernandópolis prosseguia com as investigações para tentar encontrar o autor do atropelamento a comoção nas redes sociais acabou gerando mais problemas.

Circulou nas principais redes sociais e grupos de WhatsApp, uma corrente que convocava moradores e internautas a tentarem identificar o motoqueiro que teria causado o acidente dando as descrições do veículo e clamando por Justiça.

Acontece que muita gente possuía o veículo da mesma cor e que acabaram sendo apontados como os supostos autores do acidente e ameaçados na pela população após a divulgação na internet.

E mesmo após o autor se apresentar,  internautas ainda pediam a identidade do rapaz, reforçando ainda a possibilidade de linchamento, alegando “Justiça”

COMPARTILHE