Início Vizinhos Ferrovia NORTE/SUL: Grupos internacionais voltam atenção para Estrela D´Oeste

Ferrovia NORTE/SUL: Grupos internacionais voltam atenção para Estrela D´Oeste

O governo federal vai realizar em fevereiro de 2018 o leilão para a subconcessão da Ferrovia Norte-Sul, no trecho entre Porto Nacional (TO) e Estrela d’Oeste (SP). As obras para a conclusão da ferrovia serão feitas pela Valec até o até primeiro trimestre do ano que vem. Quem vencer o leilão vai operar o trecho por um período de 30 anos, prorrogável por mais 30.

O edital do leilão deve ser publicado no dia 14 de novembro, depois de passar por análise do Tribunal de Contas da União (TCU). A estimativa do governo é arrecadar R$ 1,5 bilhão com o leilão. O investimento previsto para a empresa que assumir a ferrovia é estimado em cerca de R$ 3 bilhões.

-- continua depois da publicidade --

INTERESSE INTERNACIOANL

Grupos internacionais já demonstraram interesse em participar da concessão. O deputado federal Fausto Pinato esteve, ao lado do prefeito de Estrela d’Oeste, Antônio Escrivão, e do empresário e ex-deputado, Vadão Gomes, no Ministério dos Transportes.

“Agradeço o carinho de todos os amigos de Estrela d’Oeste, ao nosso prefeito Antônio Escrivão, o nosso grande líder Vadão Gomes, que luta desde muito tempo pela chegada da Ferrovia Norte-Sul até a nossa região. Recebemos do ministro Maurício Quintella Lessa a confirmação de que está a todo o vapor o processo para o leilão de subconcessão da ferrovia. Região unida é uma região cada vez mais forte”, ressaltou Pinato.

O ANUNCIO

  DEMANDA

A demanda potencial da ferrovia no início da subconcessão é prevista em 1,2 milhão de toneladas, mas pode chegar a cerca de 8 milhões de toneladas em 2020. Ao final da concessão, o trecho pode chegar a uma demanda de 25,8 milhões de toneladas, com predominância das cargas gerais e de granéis sólidos agrícolas. O trecho que será subconcedido tem 1.537 quilômetros de extensão e vai atravessar o estado de Tocantins, passando por todo o estado de Goiás até chegar a Estrela d’Oeste, em São Paulo. Por aqui, o trecho vai ser interligado à Malha Paulista, o que vai possibilitar a conexão da Ferrovia Norte-Sul ao Porto de Santos e ao polo econômico e industrial de São Paulo.

O subtrecho entre Ouro Verde de Goiás (GO) e Estrela d’Oeste (SP) está em fase final de conclusão das obras de implantação pela Valec, e deve estar pronto no primeiro bimestre do ano que vem.

 

COMPARTILHE