Início Zona Oeste Fernandópolis entra na era dos Parklets

Fernandópolis entra na era dos Parklets

A Prefeitura de Fernandópolis, por meio de Decreto assinado em 2 de março, deu o primeira passo para que seja realizada a instalação de parklets no município. No documento, assinado pelo prefeito André Pessuto, fica regulamentada a instalação e as diretrizes para confecção do equipamento. Parklets são pequenas áreas de lazer e convívio em espaços originalmente destinados ao estacionamento de carros.

Entre as principais diretrizes para a implantação estão a necessidade da criação de barreira de 90 centímetros que garanta a visibilidade do espaço fachadas das edificações que ele estiver em frente, assentos permanentes, vegetação ornamental, sinalização refletiva, iluminação e lixeiras. Os custos financeiros referentes à instalação, manutenção e remoção do parklet serão de responsabilidade exclusiva do mantenedor.

-- continua depois da publicidade --

Apesar da sua confecção ser feita por entes privados e, em geral, ser utilizado na frente de comércios, o parklet é não pode atender exclusivamente interesses particulares, já que ele é considerado uma extensão do passeio público.

Além de uma opção de lazer e descanso, o parklet também visa melhorar o ambiente urbano, em especial da área central. “O projeto foi feito visando as questões de embelezamento e de sustentabilidade da cidade”, afirmou José Cassadante, secretário de Gestão da Prefeitura de Fernandópolis.

A instalação não poderá ocupar espaço superior a 2,20m de largura, contados a partir do alinhamento das guias, por 10m de comprimento em vagas paralelas ao alinhamento da calçada, ou, de 4,40m, de largura por 5m de comprimento em vagas perpendiculares ou de 45º do alinhamento.

As diretrizes com o padrão de construção devem ser publicadas em breve.

O que são parklets?


Parklets são pequenas áreas de lazer em espaços destinados ao estacionamento de carros. Numa cidade de médio porte há estimativas que cada elemento que ocupa duas vagas de carro, que beneficiam 40 pessoas por dia, sirva para cerca de 300 pedestres. Surgido na cidade de São Francisco, nos EUA, os equipamentos tem tomado conta de diversas cidades do mundo. Desde 2014 a cidade de São Paulo autoriza sua confecção

 

Fonte:

 

COMPARTILHE