Início Zona Leste Expô Fernandópolis 2017 – Empresário fala sobre a diminuição dos dias...

Expô Fernandópolis 2017 – Empresário fala sobre a diminuição dos dias da festa

 

A terceirização da Expô de Fernandópolis foi um alento para os cofres públicos que todo ano precisava desembolsar aproximadamente R$ 1 milhão, entre a realização da festa e as manutenções que o recinto necessitava. Em 2014 a coisa mudou.

-- continua depois da publicidade --

Após o processo licitatório, a empresa do fernandopolense Gustavo Sisto, o Gutinho, venceu o certame e conseguiu os direitos do uso do recinto e é claro, a concessão da festa por 10 anos. Oque muita gente não sabe é que diversas clausulas no contrato entre a empresa de Sisto e a prefeitura devem ser cumpridas. Uma delas foi o maciço investimento na conservação do recinto e aplicação de mais de R$3 milhões ao longo do contrato, ou seja, os investimentos não pararam desde então.

Com a grade de shows já anunciada a e a montagem das outras atrações que antecederão a Expô, como o show de Roberto Carlos no inicio de abril deste ano, a expectativa permanece sempre em alta para o anuncio da grade do próximo ano. Entretanto as condição em que o país e o trabalhador fernandopolense encaram hoje são outras.

A equipe do 4Cantos conversou com o empresário Gustavo Sisto, detentor dos direitos da promoção da festa sobre a tendência nacional das grandes festas, que é a diminuição de seus períodos.:

A PROPOSTA DE REDUÇÃO DE DIAS DO EVENTO

A ideia é diminuir dos 10, para 6 dias o evento. Tal redução diminuiria os impactos financeiros numa linha que vai desde a empresa que gerencia o evento, passando pelos comerciantes até a população em geral, evitando prejuízos para todos os setores.

Em sua pagina pessoal na rede social, Sisto já conta com 90% de aprovação dos frequentadores

 ENTRAVES JURÍDICOS

Após uma longa análise jurídica e financeira, o grupo detentor dos direitos da Expo Fernandópolis com o apoio de grande parcela da população local, devem anunciar a diminuição dos dias da festa o ano de 2018. Segundo Sisto a ideia é começar dia 17 de Maio e encerrar dia 22, no aniversário da cidade.

Ainda segundo Sisto a diminuição dos dias do evento terá um fator benéfico para aqueles que decidirem passar por lá, a grade de shows não precisará ser alterada mantendo o nível das atrações, bem como os valores dos produtos e itens comercializados dentro da festa, com a comissão  organizadora mantendo todas as vendas.

RAMIFICAÇÕES

A festa emprega diretamente cerca de 1000 pessoas e garante ainda que a prefeitura fique livre do pagamento para as constantes reformas que o recinto necessita. Além disso é durante o evento em que se alavancam ainda mais as ações de doações par entidades de Fernandópolis. Exemplo disso foi a recente reforma do Asilo São Vicente que necessitava de obras e reparos, caso contrário seria fechado. O cheque de R$ 90 mil para as obras na entidade partiu da arrecadação feita durante o evento, no ano passado.

 

 

COMPARTILHE