Início Vizinhos Ela é da região e virou um fenômeno da internet com o...

Ela é da região e virou um fenômeno da internet com o novo ”sorriso”

Recentemente uma foto viralizou nas redes sociais: a da cachorrinha Pandora usando uma dentadura. No início muitas pessoas não acreditaram que a história era verdadeira, assim como os amigos do dono do animal. Aliás, foi aí que tudo começou, Lucas Magalhães de São José do Rio Preto registrou o momento como forma de comprovação.

A vira-lata Pandora virou celebridade na Internet após ser flagrada pelos donos com uma dentadura na boca. A imagem hilária conquistou milhões de internautas ao redor do mundo. Tanto que os “pais” da cachorra, o casal Lucas Alves Magalhães, 32 anos, e Carolina Ferreira Gomes Magalhães, 29 anos, de Monte Aprazível, já concedeu pelo menos 20 entrevistas a veículos de comunicação de todo o País e até um internacional.

-- continua depois da publicidade --

A foto foi registrada por Lucas nos últimos dias após Pandora colocar na boca pela segunda vez, em menos de uma semana, uma dentadura, chamando atenção pelo sorriso “congelado”.

“Na semana retrasada, minha mulher me chamou para mostrar que nossas cachorras estavam com algo estranho na boca. Fui ver e eram partes de uma dentadura. Tomei delas e joguei no lixo. Alguns dias depois, a Pandora resgatou metade da dentadura e lá estava em sua boca, encaixadinha, formando um sorriso perfeito”, conta Lucas, que trabalha como orientador educacional numa Etec agrícola da cidade e resolveu registrar a foto porque os colegas de trabalho não acreditavam na história que ele havia contado.

“Quando contei no trabalho que minha cachorra tinha encontrado uma dentadura, ninguém acreditou, então tirei a foto para provar para eles.”

A dentadura foi encontrada por Pandora no quintal da casa. Segundo Lucas, a arte predileta da cachorra é enterrar e desenterrar objetos. “No fundo de nossa casa há um quintal de terra e antes de nos mudarmos, há três anos, vivia um casal de idosos no local, portanto a dentadura deveria ser dos idosos e a cachorra conseguiu encontrá-la”, disse.

No ano passado, Pandora já havia surpreendido o casal quando foi fotografada tentando enterrar uma churrasqueira. “Quando acordei, fui até o fundo e senti falta da churrasqueira. Foi aí que vi que ela tinha arrastado o objeto até o quintal e já estava com o buraco pronto para enterrá-la.”

De arteira a fenômeno

A foto de Pandora viralizou após Lucas usá-la como “meme” em um grupo de WhatsApp. “Tenho um grupo com os colegas do terceiro colegial, e durante uma piada com um time de futebol na semana passada, usei a foto da Pandora como “meme”.

Um dos meus colegas, que hoje é jornalista de web em São Paulo se interessou pela história e começou com a matéria”, conta Lucas, que em menos de uma semana viu seu telefone tocar mais que o normal. “Estou recebendo ligação de gente de todos os cantos. Na manhã desta segunda-feira, 27, recebi uma inusitada ligação de um jornal do Reino Unido. Nunca imaginei que a Pandora fosse ficar tão famosa”.

Antes de ficar virar celebridade na Internet, Pandora já tinha fama dentro da casa de Lucas e Carol. O casal, que vive com o filho de oito anos e há dois meses com outro filhote de cachorro, a pequena Nutella, acolheu a vira-lata em 2015, quando ela foi abandonada na rua. “Minha vizinha colocou em uma caixa vários filhotes de cachorro que tinham sido abandonados na esquina da nossa rua para adoção. Como nosso cachorro tinha morrido atropelado, minha mulher e eu decidimos adotá-la, explica Lucas.

Até os cinco meses, Pandora passou por um processo de recuperação, segundo o dono. “Ela estava bem maltratada, cheia de carrapato e pulga. Mas depois que recebeu um trato, ficou terrível”. De acordo com Lucas, o casal precisava esconder a maioria dos objetos, pois Pandora não perdoava nada por onde passava: tapetes, panos, cadeiras de alpendre e até a própria casinha eram danificados ou enterrados pela vira-lata.

Ancestralidade

Para a veterinária Franciele Arenázio, o hábito canino de enterrar e desenterrar objetos ou alimentos tem a ver com sua ancestralidade. “Trata-se de uma característica comportamental do cachorro que é uma herança do lobo, que enterra o alimento por causa da caça, como forma de armazenamento.”

 

fonte:

COMPARTILHE