Início Zona Leste Conheça o projeto da MURALHA DIGITAL de Fernandópolis

Conheça o projeto da MURALHA DIGITAL de Fernandópolis

Na última semana, a Câmara Municipal sediou uma reunião que contou com a presença da Polícia Militar, Polícia Civil, representada pelo Delegado Seccional Oreste Carósio Neto, ACIF e Associação de Amigos.

Em pauta, o monitoramento do município por um sistema de câmeras de vigilância, que será integrado à “Muralha Digital”, através do Programa Detecta desenvolvido pela Secretaria Estadual da Segurança Pública de São Paulo. A “Central de Monitoramento” será implantada na sede do 16º Batalhão da PM.

-- continua depois da publicidade --
-- continua depois da publicidade --
-- continua depois da publicidade --

A iniciativa partiu da sociedade civil organizada, através da Associação de Amigos, e logo contou com apoio da ACIF – Associação Comercial e Industrial de Fernandópolis, órgão gestor da iniciativa. Inclusive, o total de R$ 104 mil já foi arrecadado junto ao empresariado e setores da sociedade fernandopolense.

Demais câmeras serão instaladas em entradas e saídas da cidade que registram grande fluxo de veículos, como na Brasilândia, no Parque Industrial (Avenida Brasil/Pontilhão de Água Vermelha) e no Trevo do Ubirajara (próximo à Rodoviária). Ao todo, serão 21 câmeras de vigilância/monitoramento e identificação de veículos.

PARCERIA COM O PODER PÚBLICO

Os pontos da cidade que contarão com câmeras de vigilância serão definidos pelas Polícias Civil e Militar. A Praça da Matriz, no Centro, será o próximo local a ser monitorado pelo sistema que começa a ser instalado em Fernandópolis. Esta será a segunda etapa do projeto, que contemplará principais praças e espaços públicos, incluindo escolas. Recursos complementares, além dos R$ 104 mil já arrecadados, estão sendo viabilizados para que o projeto caminhe e atinja o maior campo possível de monitoramento em toda a cidade.

APOIO DO LEGISLATIVO

O vereador Murilo Jacob, que participou da reunião na Câmara nesta quinta, se posicionou favorável ao projeto. “O ‘start’ inicial para a implantação desse amplo sistema de vigilância em Fernandópolis, mesmo se tratando de uma questão de segurança pública, foi da sociedade civil, juntamente com a iniciativa privada. Agora, com a apresentação do planejamento, sanando todas as possíveis dúvidas, nós vereadores estamos nos colocando à disposição dos responsáveis pelo projeto. Eu sou favorável à instalação desse sistema de monitoramento e queria fazer um registro importante. A vereadora Neide Garcia sempre defendeu uma iniciativa como essa, foi ela quem deu início às cobranças por uma vigilância mais efetiva do nosso município”, destacou Jacob.

MODELOS DAS CÂMERAS

Das 21 câmeras, 10 seguirão o padrão da primeira já instalada – que registra imagens em fotos – e as outras 6 serão do modelo speed dome (360 graus), que captam vídeos registrados nas 24h do dia.

Fonte:

COMPARTILHE