Início Zona Sul Caminhões fora da área urbana – Gimenes avança no projeto do anel...

Caminhões fora da área urbana – Gimenes avança no projeto do anel viário de Fernandópolis

O deputado estadual Gilmar Gimenes tirou as últimas semanas para aumentar a pressão em torno da viabilização do projeto do anel viário de Fernandópolis, indo pessoalmente em secretarias e órgãos de Estado, para apresentar e ratificar as solicitações para a obra de cerca de 15 quilômetros na região Sul da cidade, fazendo ligação até a rodovia Euclides da Cunha.

Depois de estar na Secretaria Estadual de Logística e Transportes, em audiência com o secretário Laurence Casagrande, o parlamentar foi recebido no DER – Departamento de Estradas de Rodagem, pelo superintendente Ricardo Volpi, pelo diretor Administrativo Marcos Vinicius Souza, pelo diretor de Planejamento Laércio Simões e pelo diretor de Operações Orlando Arantes.

-- continua depois da publicidade --
-- continua depois da publicidade --
-- continua depois da publicidade --

“Obras de infraestrutura são fundamentais para o desenvolvimento de qualquer município e em Fernandópolis não é diferente. Por isso nosso empenho será contínuo para conquistar esta importante via para nossa cidade”, destacou Gilmar Gimenes.

Durante o encontro que teve no mês passado com o secretário Laurence Casagrande, quanto à reunião desta quarta-feira com o superintendente Ricardo Volpi, o deputado expôs detalhadamente a necessidade dessa intervenção e os resultados que ela trará para a cidade.


“Não estamos falando somente de desenvolvimento, mas também de segurança, pois as carretas e caminhões pesados que hoje cortam a cidade serão concentrados nesta nova via, garantindo mais fluidez ao trânsito, reduzindo grandemente o desgaste das ruas e avenidas centrais e, fundamentalmente proporcionando a diminuição de acidentes e risco à integridade dos munícipes”, disse o deputado.

Por outro lado, Volpi sinalizou de forma positiva à solicitação, afirmando que técnicos do DER devem visitar a cidade para aprofundar os estudos para a construção do anel viário. “Vamos fazer um levantamento completo o mais breve possível e encontrar a melhor forma de viabilizar o projeto, em sua totalidade ou o primeiro trecho”, ressaltou.

Em síntese, o deputado irá receber as informações de custo e prazos para a realização da obra e assim poder encaminhar estes dados para a secretaria de Transportes e para o próprio governo do Estado, dando sequência a pressão para a execução do anel viário.

COMPARTILHE