Início Zona Norte AGORA é LEI: Sem foguetório na politica de Fernandópolis

AGORA é LEI: Sem foguetório na politica de Fernandópolis

Foi aprovado pela Câmara de Fernandópolis a proposta do vereador e presidente da Câmara Étore José Baroni,  que proíbe os agentes públicos e políticos de promover anúncios, com queima de fogos de artifícios explosivos para divulgar e comemorar antecipadamente a conquista de recursos públicos financeiros antes de sua efetiva concretização.

 

-- continua depois da publicidade --
-- continua depois da publicidade --
-- continua depois da publicidade --

 

Segundo a nova lei, ficarão proibidos os agentes públicos e políticos do município de Fernandópolis proibidos de promover anúncios, com queima de fogos de artifícios explosivos, para divulgar e comemorar antecipadamente a conquista de recursos públicos financeiros destinados à execução de obras ou aquisição de bens, equipamentos, materiais e serviços, antes da sua efetiva concretização, tendo como pena prevista a aplicação de multa no valor equivalente a 05 (cinco) URM`s (Unidade de Referência do Município), dobrado em caso de reincidência.

Um projeto nos mesmos moldes também segue em analise na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e regulamenta o foguetório.

Para Baroni existem 3 pontos a serem esclarecidos sobre a nova Lei. O primeiro estaria ligado ao bem estar público: “Vamos falar a verdade, o foguetório incomoda muita gente, sem falar nos animais”. O segundo ponto é o gasto, mesmo que minimo do erário público nessas comemorações: “Não faz muito sentido não é? A prefeitura gastar dinheiro para comemorar o ”ganhar dinheiro”?!. E o terceiro: “Parar com a politicagem. Já passei por diversas administrações e vi muito disso. Aquele foguetorio todo comemorando uma emenda parlamentar que ficou só no papel”.

COMPARTILHE